Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Santa Catarina registra primeira morte causada pela febre amarela

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde (SES/SC), confirma a primeira morte causada pela Febre Amarela em Santa Catasrina.

O Instituto Carlos Chagas (ICC) – Fiocruz do Paraná confirmou o diagnóstico laboratorial de febre amarela para o óbito de um paciente de 36 anos, residente em Joinville, ocorrido no último dia 12 de março de 2019. Santa Catarina não registrava casos de febre amarela em humanos desde 1966.

O homem não tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).

A febre Amarela passa a preocupar o estado. Entre os sintomas da doença, calafrios e até mesmo a coloração amarela na pele e olhos.

A orientação para quem apresentar os sintomas, ou que fizeram viagem para alguma região endêmica do pais, e mesmo para o Norte do Estado, que procure a Unidade de Saúde mais próxima, para atendimento imediato para aplicação do protocolo de manejo clínico e classificação de risco frente a um caso suspeito de febre amarela.

Em Santa Catarina o estado realiza a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela, de 20 de março a 20 de abril, em todas as unidades de saúde.

A vacina é contraindicada para crianças menores de 9 meses, pacientes com uso de medicamento para reumatiques, canceres, portadores de HIV precisam de orientação médica, para quem fez transplantes de órgãos, mulheres que amamentam crianças dentro dos seis meses e gestantes.

Na dúvida se vocês recebeu ou não vacina, vá até a Unidade mais próxima de saúde, ATÉ O DIA 20 DE ABRIL…

 



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3361-3110
(49) 3361-3120