Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Por decisão do Tribunal Especial 6 votos a 3 o governador Carlos Moises, reassume nesta sexta-feira o governo catarinense

Por decisão do Tribunal Especial 6 votos a 3 o governador Carlos Moisés, reassume nesta sexta-feira o governo catarinense.

Moisés era acusado de cometer crime de responsabilidade ao fazer uma equiparação salarial de procuradores do Estado à mesma faixa salarial dos procuradores da Alesc.

A sessão começou às 9h10min, e foi aberta pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJ-SC), Ricardo Roesler, que também preside o julgamento.

Por volta das 12h30min, os membros do tribunal iniciaram as manifestações individuais.

As 14h, o Tribunal votou sim ou não a pergunta: o Governador Carlos Moisés cometeu crime e deve ser responsabilizado com a perda do mandato?

Se membros do tribunal se manifestaram no sentido de rejeitar o pedido de impeachment – os desembargadores Carlos Alberto Civinski, Sérgio Antônio Rizelo, a desembargadora Cláudia Lambert de Faria, o desembargador Rubens Schulz e os Deputados Maurício Eskudlark e Laércio Shuster, que mudou o voto em função da decisão do Tribunal de Contas em legitimar o aumento, e fez um pedido para o governador estreitar o diálogo com os poderes e a sociedade, e avaliou que o estado está sem comando na atualidade.

O deputado Kenedi Nunes, Sargento Lima (PSL), e o Desembargador Luiz Schuh, votaram a favor do impeachment de Moisés. Luis Fernando Vampiro se absteve.



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3361-3110
(49) 3361-3120