CONTATO

  • (49) 3323-5177
  • (49) 3323-2122
  • (49) 3323-0516

Destaque

Fotografia destaque

21/05/2018

Parceria entre prefeitura e Sebrae resultou no estudo "Chapecó em Números" com informações que sintetizam dados para gerenciar município.

Últimas
da
Chape

Justiça desocupa área no interior de Faxinal dos Guedes

Notícia postada em 29/11

E cerca de 200 policiais realizam na manhã de hoje o desocupação do Acampamento Marcelino Chiarello, entre os municípios de Xanxerê e Faxinal dos Guedes.

Policias da Cavalaria e do Pelotão Tático atuaram no despejo.

A juíza federal de Chapecó concedeu a execução da liminar para despejar as famílias que vivem no Acampamento Marcelino Chiarello.

O local é uma área pública que está em nome do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - Incra, que a empresa Sementes Prezzotto havia tomado posse.

Há um ano e meio 180 famílias estavam acampadas na área, que possui mais de 1.000 hectares.

As famílias trabalharam na área, cerca de 200 há, o plantio de milho, feijão, hortaliças, além de animais.

As crianças também estudam na escola próxima, que está no final do ano escolar.

De acordo com o Lider do MST, Ernesto Pohl, a terra está em litigio na justiça. As famílias não resistiram a determinação judicial.

De acordo com Ernesto Pohl, as famílias estão no ginásio de esportes de Faxinal dos Guedes.

Por outro lado, tem a expectativa da colheita da safra de verão.

Por fim, segundo o líder do MST, não houve repressão militar, nem qualquer tipo de violência.

Para Ernesto Pohl,  a ordem de despejo vai no contra-fluxo das negociações sobre área, pois uma audiência para tratar do caso está agendada para o dia seis de dezembro em Brasília.

Conteúdo disponível sob Licença Creative Commons     |     Desenvolvido por Infoway Soluções em Informática