CONTATO

  • (49) 3323-5177
  • (49) 3323-2122
  • (49) 3323-0516

Destaque

Fotografia destaque

17/08/2017

PF deflagra, em Chapecó, operação de combate a fraudes em compras de passagens aéreas para órgãos públicos

Últimas
da
Chape

Liberdade de imprensa em debate

Notícia postada em 11/08

O Conselho Nacional de Justiça - CNJ pediu que as associações de jornal, rádio e televisão brasileiros encaminhem para o conselho uma relação com os processos judiciais que envolvem o tema da liberdade de imprensa no País, na intenção de identificar a relação do judiciário e os conflitos relacionados com a imprensa.

A iniciativa faz parte da ação do CNJ para aproximar do Judiciário o tema da censura e da liberdade de imprensa.

Para tanto, o CNJ criou a Comissão Executiva Nacional do Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa que fez a sua segunda reunião nesta semana na sede do CNJ.

O representante da Associação Brasileira de Emissoras da Rádio e Televisão - Abert, Antônio Claudio Ferreira Neto, e o representante da Associação Nacional de Jornais - ANJ, Guliver Augusto Leão, se comprometeram a repassar os dados que as suas associações dispõem e de outras entidades afins para o Departamento de Pesquisas Judiciárias que fará a análise das informações solicitadas. 

O Departamento deve fazer um levantamento dos casos de violência contra jornalistas no País que chegam ao judiciário.

O objetivo é montar uma base de dados que crie um banco de informações sobre o tema para saber como o judiciário se comporta sobre a liberdade de imprensa.

O Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa foi criado no CNJ em 2012, mas somente neste ano foi instalada a comissão responsável por suas atividades.

 

Conteúdo disponível sob Licença Creative Commons     |     Desenvolvido por Infoway Soluções em Informática