CONTATO

  • (49) 3323-5177
  • (49) 3323-2122
  • (49) 3323-0516

Destaque

Fotografia destaque

17/08/2017

PF deflagra, em Chapecó, operação de combate a fraudes em compras de passagens aéreas para órgãos públicos

Últimas
da
Chape

Distritão

Notícia postada em 10/08

A Comissão especial da Câmara que analisa a reforma política aprovou, na madrugada desta quinta-feira, dois pontos que mudam as regras do sistema eleitoral brasileiro.

Um deles foi o chamado distritão, que estabelece a eleição apenas dos candidatos mais votados.

Esse modelo é diferente do que vigora atualmente no Brasil, que é o proporcional, onde as vagas para deputados federais, estaduais e vereadores são divididas de acordo com o quociente eleitoral, que estabelece quantas vagas o partido terá direito.

Outro ponto que passou pela Comissão foi o que determina um fundo público para financiamento de campanha de R$ 3 bilhões e 600 milhões de reais.

A medida, de acordo com o relator da matéria, deputado Federal Vicente Cândido (PT-SP), vai tornar mais baixo os custos aplicados em campanhas eleitorais.

Para as eleições de 2022, o relatório do deputado Vicente Cândido pretende adotar o sistema distrital misto.

Ou seja, nas eleições para deputado federal, estadual e vereador nos municípios com mais de 200 mil eleitores, haveria uma mistura dos sistemas proporcional e majoritário.

Conteúdo disponível sob Licença Creative Commons     |     Desenvolvido por Infoway Soluções em Informática