Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Justiça diz que compete às autoridades administrativas a decisão de manter o comércio funcionado

O juiz Rogério Carlos Demarchi, da 1ª Vara da Fazenda Pública da comarca de Chapecó, prolatou decisão, no final da tarde desta terça-feira (19/5), sobre pedido de liminar para que o Município de Chapecó, Estado de Santa Catarina e União Federal executem recomendações da Secretaria de Estado da Saúde publicadas no último dia 8 de maio.

Dentre as medidas está o fechamento do comércio não essencial por 14 dias, bem como serviços públicos municipais e estaduais não essenciais.

O magistrado indeferiu o pedido.

Em sua decisão, Demarchi considerou que tanto o Estado como o Município estão empregando esforços para conter a epidemia e tratar os pacientes, o que se percebe pela divulgação diária dos casos na internet e monitoramento pelas autoridades competentes.

A liminar foi um pedido do Diretório Central dos Estudantes da Unochapecó, Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) Campus Chapecó, Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina e Grupo de Apoio à Prevenção à Aids e Defesa dos Direitos Humanos e Sociais (Gapa).



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3323-5177
(49) 3323-2122