Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Governo anuncia retomada da educação em Santa Catarina

A Secretaria de Estado da Educação (SED), em conjunto com a Defesa Civil e a Secretaria de Estado da Saúde, realizou, ao longo desta semana, a capacitação dos gestores regionais que serão multiplicadores das orientações para a retomada de atividades escolares em Santa Catarina.

Enquanto acompanha os dados de atualização da matriz de risco, que é o que determina o retorno, a SED definiu que as escolas estaduais retomam atividades de apoio pedagógico e não aulas normais como ocorriam antes da pandemia. Isto significa que, até o final de 2020, as atividades remotas continuam até o fechamento do calendário.

As redes municipal, privada e federal têm autonomia para decidir como conduzir as ações pedagógicas e a retomada, porém, de acordo com o que estabelece o Plano e mediante o acompanhamento e a atuação dos comitês municipais.

No cronograma presencial da rede estadual, deve ser priorizada a concentração de horários para uma das quatro áreas do conhecimento por dia.

O apoio pedagógico atenderá alunos que não estão conseguindo participar ou que não atingiram aprendizagem satisfatória ao longo do período de atividades remotas. Ele é uma oportunidade para que os estudantes possam recapitular conteúdos e seguir no ano letivo, mas com atividades de reforço.

A ação visa manter o vínculo com a escola, recuperar e evitar o abandono escolar.

Escalas de turmas para retomada no sistema de ensino

A retomada de atividades do apoio pedagógico na rede estadual começa com alunos do 3º ano do Ensino Médio, com o retorno de um ano do ensino a cada semana, o que deve incluir os alunos até os anos finais do Ensino Fundamental. Ou seja, o 6º ano é o último a ser contemplado. As atividades com alunos na escola são previstas até 18 de dezembro.

Para as escolas de todas as redes de ensino que ofertam somente o Ensino Fundamental, o retorno escalonado deverá ser iniciado pelas turmas de 9º ano, acompanhando o calendário das escolas do Ensino Médio.

A Educação Profissional retoma também estágios obrigatórios e aulas práticas, enquanto, para os Centros de Educação de Jovens e Adultos, o retorno escalonado deverá ser iniciado pelo Ensino Médio, seguido de Ensino Fundamental Anos Finais e, por último, Ensino Fundamental Anos Iniciais.

Público-alvo para retornar às escolas estaduais

Na rede estadual, todos os estudantes, integrados ou não ao Apoio Pedagógico, permanecem em regime de atividades escolares não presenciais, de forma paralela.

O público-alvo compreende os estudantes que se encontram fora do grupo de risco e que não desenvolveram nenhuma atividade ou os que desenvolveram as atividades, mas tiveram sérias dificuldades de aprendizagem.

Casos específicos, como na Educação Especial, podem ser avaliados pela escola.

Os alunos que fazem parte do grupo de risco devem permanecer no regime de atividades não presenciais, sem prejuízo de acompanhamento das aulas.



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3361-3110
(49) 3361-3120