Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Coronavírus e estiagem: CASAN solicita economia de água

Diante da quarentena a Casan enfrenta um aumento no consumo de água tratada pela população.

Entre as situações que mais preocupam está a de Chapecó, na Região Oeste, onde o principal manancial, o Lajeado São José, está com vazão reduzida em 30%.

Devido à estiagem que afeta a Região Oeste do Estado a CASAN também registra problemas no abastecimento nos municípios de Águas Frias, Anchieta, Campo Erê, Entre Rios, Dionísio Cerqueira, Iporã do Oeste, Jaborá, Palma Sola, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste e Seara.

De acordo com a Casan, o fornecimento de água não está prejudicado, porém diante das altas temperaturas a Companhia reforça o pedido de uso econômico, especialmente neste momento de necessidade de constante higiene pessoal em função do coronavírus.

A orientação é de que não sejam realizadas ações como a lavagem de casas, pátios, calçadas, entradas de prédios e carros. É preciso também atenção para atividades domésticas e de higiene pessoal.

A Companhia orienta para que sejam evitados banhos prolongados, já que o chuveiro é um dispositivo de consumo significativo de água.

Estima-se que a cada minuto no banho há um consumo de aproximadamente 10 litros de água.

DICAS DE ECONOMIA

– Tome banhos breves.

– Feche a torneira ao escovar os dentes e ao fazer a barba.

– Não lave a louça com água corrente: passe rapidamente água nas louças, ensaboe os pratos e utensílios. Abra a torneira apenas para enxaguar.

– Só acione a máquina de lavar louça ou a de lavar roupa com capacidade total: o consumo é igual se ela não estiver cheia.

– Não use mangueira sob hipótese alguma, nem para lavar carros, regar plantas e muito menos para lavar calçadas.



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3323-5177
(49) 3323-2122