Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Abusos contra crianças em Santa Catarina registra 62% de aumento

O Poder Judiciário de Santa Catarina registrou nos meses de março, abril e maio deste ano 585 ações relativas a estupro de vulnerável, mais de seis por dia.

O aumento foi de 62% em comparação com o mesmo período do ano passado.

O crime é caracterizado quando um adulto tem conjunção carnal ou prática ato libidinoso com menor de 14 anos.

Conforme alguns estudos, a estimativa de subnotificação nestes casos é de que apenas 10% dos delitos sexuais são notificados.

Por isso é importante conhecer os caminhos para proteger a vítima e denunciar o agressor. Há vários caminhos para se fazer uma denúncia. O Disque 100, também conhecido como Disque Direitos Humanos, é o canal do Governo Federal.

A maior parte das vítimas é do sexo feminino (55%) e em 67% dos casos o agressor é alguém da família: mãe em 40% das ocorrências, pai (18%), padrasto (6%), tio ou tia (3%) e outros (33%).

52% das violações acontecem na residência da vítima, ao passo que 20% são praticadas na casa do suspeito.

Em Santa Catarina, há 31 delegacias especializadas em proteção à criança, ao adolescente, à mulher e ao idoso (DPCAMI), mas não é necessário fazer a denúncia pessoalmente.

A Policia Civil disponibiliza o 181, disque-denúncia que funciona 24 horas por dia e garante o anonimato do denunciante – as ligações não são rastreadas.

De forma remota é possível fazer a denúncia através do WhatsApp, pelo número (48) 98844-0011.



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3361-3110
(49) 3361-3120